A R N Ó B I O   O   M O Ç O

MÓDULO

UNIDADE

Nasci corre-mundo

Era o temperamento da mãe

Beirava os doze anos

Bacharel em Direito

Longe de tudo que diminui

A mulher, a filha & os amigos

Meio dia de sábado e sol

Pag Seguinte
Pag Seguinte
Pag Seguinte

Pag

 01/70

Pensão Monlevade

Viver no Rio

Plaqueta

Clarinadas

Teu caminho é o romance

Não haviam tocado nos papéis

E num dia qualquer

Mostrar Mais

Livro iniciado por volta de 1988 e terminado em 2006.

 

Último livro escrito. Não foi publicado.

Foi mantida a capa original, desenhada pelo autor.

Texto formatado de acordo com o original datilografado pelo autor.

 

                                                    Uma das páginas do original:

 

Eventuais erros de datilografia foram corrigidos.

 

Nota de Celio Placer:

     A citação "A vida é como uma espiral e não como uma linha reta. Passado e futuro se encontram em um infinito presente" (Autor desconhecido)  não consta em nenhum texto do original, ela foi citada por meu pai quando perguntei o porquê da figura em espiral da capa. Ele ainda acrescentou: 

                                 – É uma mandala,

                                              simboliza a volta ao começo.

 

       Ele  considerava este livro o fechamento de toda a sua obra poética e ao mesmo tempo um retorno à origem. É um mapa da sua memória, ou nas palavras do personagem Nestor: "Que isto é uma carta de marear para o interessado ir balizando a fantasia, virtualmente viajar em si próprio: lá, onde irrecusável está tudo ou nada."

      Se este livro estivesse sendo escrito agora (2016) seria um e-book interativo e multimídia, conceitos que ele acreditava ser a evolução natural do livro impresso. Por esta razão acrescentei alguns recursos visuais que estou certo teriam a aprovação do autor.

 

cmp